Casa

casa

Faz algum tempo que sinto um amor inexplicável pelas quintas-feiras. O dia está muito lindo e penso “mas minha nossa, por que hoje está tão lindo? Como pode um dia tão lindo?”, logo respondo “ora, ora, ora: é quinta-feira”. Sempre é. A pessoa que inventou o #tbt (nota mental: pesquisar) deve achar o mesmo.

Vinha descendo o ladeirão a caminho de casa, saindo do trabalho mais cedo que o normal, pensando no dia, agradecendo, cantando. Lembrei de como o dia começou, e esse – o como ele começou – é o tema deste texto, cuja intenção é indicar aos leitores um dos meus discos preferidos da vida.

Continue lendo “Casa”