A tradução prematura

Há algum tempo comecei a traduzir um conto do Edgar Alan Poe para as minhas aulas de inglês. Inicialmente seriam só alguns parágrafos, mas me empolguei – estava adorando o resultado e quis me aventurar a traduzi-lo inteiro. Tento recorrer a outras traduções o mínimo possível, e pretendo fazer uma leitura comparada entre traduções depois, quando tiver finalizado (o que provavelmente vai demorar, sou lenta e dispersa).

Nas últimas aulas, lendo a tradução em voz alta, fiquei muito contente com o resultado e quis compartilhar alguns desses trechos com os leitores daqui.

Continue lendo “A tradução prematura”