O fim na estrada – breve análise de “Um homem bom é difícil de encontrar”, de Flannery O’Connor

Em The letters of Flannery O’Connor and Caroline Gordon, publicação que reúne a correspondência completa entre as duas escritoras americanas há uma resposta de Caroline em relação ao conto que Flannery lhe enviara tempos antes: “Um homem bom é difícil de encontrar”, publicado em 1953. Caroline, entre sugestões sobre equívocos no foco narrativo, indicações de […]

Meu vizinho Poe

Como qualquer pessoa normal que muda para uma nova vizinhança, passei os dois primeiros meses no prédio novo sem falar com praticamente ninguém, além dos protocolares “bons dias” de elevador. É um edifício silencioso e muito calmo, poucos entram, poucos saem, e o grupo de wathsapp dos moradores serve apenas para avisos de urgência relacionados […]

Os olhos de Rufus

(Comentário sobre Os aleijados entrarão primeiro, conto de Flannery O’Connor.) Um dos aspectos que mais chamam a atenção em “Os aleijados entrarão primeiro” (The lame shall enter first), conto de Flannery O’Connor, são as descrições: precisas, afiadas. Em vários momentos de sua prosa a autora não poupa o leitor e lhe apresenta mesmo as palavras mais […]

O barqueiro

Kundera leitor de Mann Em O livro do riso e do esquecimento, Kundera deixa clara a influência de Mann em seu texto quando o cita no capítulo “As cartas perdidas”, ou aquele capítulo que conta a história de Tamina, e dedica-lhe o início do excerto 17. Ele cita uma pequena novela do autor alemão e destaca […]

Efeito Soprano

Tenho falado muito palavrão. Assaltado a geladeira com certa frequência, batendo a porta em seguida, e segurado meus impulsos para não quebrar objetos na cabeça das pessoas. Tenho usado as palavras fuck e Jesus (leia em inglês) dezenas de vezes por dia para manifestar a minha surpresa, susto, raiva, indignação. Nos últimos meses, graças a circunstâncias que fugiram do […]

Faintly falling

“Os mortos”, conto de James Joyce que faz parte do Dublinenses, nos conduz por um percurso excitante, alegre e cheio de expectativas que termina em um tom soturno de melancolia e escuridão. É bastante interessante observar os elementos selecionados pelo autor para atingir esse objetivo e entender, nesse contexto, a morte, inescapável, como o oposto […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo