#TBT

Chafurdando num HD véio que encontrei por aqui achei esse diálogo, lá de 2012. Na época não mostrei a ninguém, mas reli, ri, e resolvi postar por aqui.

*

CHEFE GÓTICA

Chefe Gótica: … e é por isso, Juliana, que seu contrato será interrompido agora. Passe no RH para assinar os papéis.

Juliana: Oh, não! Mas foi só isso, Chefe Gótica? Eu vou melhorar, me explique o que posso fazer e…

Chefe Gótica: Sinto muito, mas creio que não há nada que você possa fazer.

Juliana: Oh, mas como assim, nada? Eu preciso desse trabalho, me dê uma chance…

Chefe Gótica: NEGATIVO, JULIANA! TEM VEZES QUE ROLA, TEM VEZES QUE NÃO ROLA! NÃO ROLOU DESTA VEZ! CONFORMA-TE!

Juliana: Mas…

Chefe Gótica (iradíssima espumando com cara de louca): NÃO ROLOU! NÃO ROLOU! NÃO ROLOU! NÃO ROLOU! NÃO ROLOU!

 

Juliana atônita e zonza, cercada de “NÃO ROLOU”, passa chorando pelo portão da empresa. Um colega de trabalho pergunta.

Colega: Que que houve, Ju?

Juliana: Não rolou, colega. Simplesmente não rolou!

Juliana chora na rua e soca uma árvore. Duas, várias árvores.

 

NA SEMANA SEGUINTE…

Chefe Gótica está em sua mesa. O Chefe da Chefe Gótica se aproxima.

Chefe da Chefe: Olá. Tudo beeemmm?

Chefe Gótica: Tudo, Chefe. E com você?

Chefe da Chefe: Belezinha…

Chefe Gótica: Então tá bom… Olha, eu terminei esse editorial e…

Chefe da Chefe: Chefe Gótica, uma perguntinha. Cadê aquela menina que estava trabalhando aqui com você? Aquela das tatuagens.

Chefe Gótica: er… ela… eu… ela…

Chefe da Chefe (ficando um pouco bravo): Vamos, desembuche, disgrama.

Chefe Gótica: Eu mandei ela embora, Chefe.

Chefe da Chefe: VOCÊ O QUÊ? Como assim, Chefe Gótica? Por quê?

Chefe Gótica (apreensiva): Ah, Chefe… Não rolou…

Chefe da Chefe: Não rolou? Como assim, não rolou? Agora isso aqui é futebol, é? Tem que rolar? Chefe Gótica, veja bem. Aquela menina é um gênio. Nunca vi ninguém trabalhar tão bem, ser tão responsável e inteligente – além de ter um ótimo senso de humor. Nunca vi texto tão maravilhosamente revisado. Que maestria! Que maestria!

Chefe Gótica: Mas, Chefe… Não estava rolando… Ela estava meio perdida e…

Chefe da Chefe: Perdida, Chefe Gótica? Perdida? Não fazia nem um mês que ela estava aqui! E mesmo nesse pouco tempo pude perceber como ela era genial.

Chefe Gótica: mas…

Chefe da Chefe: Não tem mas nem menas. Como ousas passar por cima das minhas ordens? Como ousas desperdiçar talentos tão sublimes? Alguém irá descobri-la antes de nós e, então, nunca mais a teremos entre nossos talentos!

Chefe Gótica: …

Chefe da Chefe: Chefe Gótica! Traga aquela menina de volta, já! De qualquer maneira! Senão quem vai embora é você. Vamos lá… Ligeiro!

Chefe Gótica: Mas… Chefe… eu…

Chefe: Quero essa menina aqui AMANHÃ, trabalhando. E TENHO DITO! Não me desafie, Chefe Gótica. Será pior pra você.

O Chefe da Chefe joga um objeto no chão, muito irado.

Corta para Juliana de biquíni numa piscina tomando um drinque. Toca o celular.

Juliana: ALÔA!

Chefe Gótica: Jujuzinha, querida, oi… tudo bem? Sou eu, sua ex-chefe. Aquela gótica. Pode falar?

Juliana: Ora ora ora se não é a Chefe Gótica. Oi, querida. Diga – tô aqui na beira da piscina tomando um aperol nesta linda tarde de sol. Ops! Até rimou!

Chefe gótica: Pois então… Primeiramente eu gostaria de pedir desculpas. Nossa conversa na sexta foi um pouco estranha.

Juliana: Conversa? Que conversa? Ah, sim! Aquela conversa em que você me enxotou como um cão…

Chefe Gótica: Pois é, essa. Queria me desculpar. Estava naqueles dias. Sabe como é.

Juliana: Sei, menina.

Juliana: Mas, sabe? Na verdade eu gostaria de te agradecer. Que irônica a vida, não? Quando eu estava indo embora dessa sua empresa falida, socando árvores e chutando pedras pelo caminho, caí no chão e encontrei, no meio de um bueiro entupido, uma maleta cheia de dinheiro! Poderei me manter por uns… 10 anos.

Chefe Gótica: Que bom, Juliana. Ótima notícia. E eu tenho uma notícia ainda melhor pra te dar. Repensamos aqui e… resolvemos te recontratar!

Juliana: Oi?

Chefe Gótica: Pois é. Houve um terrível mal-entendido. Você precisa voltar… Nós precisamos muito de você.

Juliana: Vai tomar no seu cu, Chefe Gótica.

Chefe Gótica: Não fale assim, Jujuzinha. Eu já pedi desculpas. Queremos muito te ver aqui, entre nós, mais uma vez.

Juliana: Continue, está ficando engraçado.

Chefe Gótica: Por favor, não aguentamos de saudades. Precisamos ouvir sua voz novamente, sentir seu cheiro.

Juliana: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA. Assim está ótimo! Continue, continue!

Chefe Gótica: Por favor, eu imploro: volte, volte para nós.

Juliana: Mai nem fodendo.

Chefe Gótica: Você precisa voltar, tem uma grande carreira aqui. Um futuro brilhante. Eu faço o que você quiser!

Juliana: Cuidado com o que diz, Chefe Gótica.

Chefe Gótica: é muito sério, por favor! Eu nunca mais vou zombar da sua marmita. Melhor: vou fazer sua marmita! E ela será saudável e leve como você. Também vou descer para pegar café sempre que você quiser. Prometo parar de te cortar quando você fala… E prometo rir de suas piadas tão geniais. Oh, que falta elas me fazem… E prometo parar de mostrar fotos minhas vestidas de zumbi.

Juliana (na piscina): Hmmm… Garçom, mais um aperol, por favor.

Chefe Gótica (desesperada): Por favor, Juliana! Eu te suplico! Serei a melhor chefe do universo pra você.

Juliana: bem, vamos negociar, então. Eu volto. Mas quero que você se vista como gente normal.

Chefe Gótica: O quê? Mas esse é meu estilo de vida! Minha identidade! Meu mais profundo EU!

Juliana: E também que você pare de passar esse batom vinho, é uó. E vá tomar um sol, pelamor!

Chefe Gótica: Tudo bem. Tudo, tudo o que você quiser!

Juliana: E eu vou entrar e sair na hora que eu bem entender. E você vai fazer o meu trabalho.

Chefe Gótica: Fechado, fechadíssimo, perfeito. Melhor é impossível. Você volta?

Juliana: Amanhã to aí.

Chefe Gótica: Que bom, Juju! Fico radiante e feliz e já vou pensar no meu novo visual!

Juliana: Juju é o cacete! Me chame de Vossa Excelência.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *